Comportamento

CRÔNICA – Agora não adianta mais me procurar

Publicado por:

Depois de alguns meses ou anos ou décadas ou seja o tempo que for, você vem. Reaparece se esgueirando pelas bordas, percebe os cadeados, tenta dar um jeito. Tudo começa com um contato breve com alguns amigos, talvez a minha mãe, talvez a tia que mais gostava de você. Um esbarrão totalmente ocasional no meio da rua ou uma mensagem reescrita trinta e cinco vezes pra não ter erro. Assim voltam a falar de você. Você tenta o tempo todo renascer. Acha que vai florescer de novo por aqui feito erva daninha e ataca as minhas paredes, esperando o momento exato de tomar tudo. Ouço seu nome e não entendo por que ele volta a fazer parte do cotidiano, cuspo o vinho e deixo cair o sorriso no chão. Não tem quem limpe as manchas na minha roupa. Não tem quem limpe suas manchas de mim. Você faz contato direto. […]

Leia Mais >
Comportamento

CRÔNICA – Ela é de aquário

Publicado por:

”Ela não consegue ver o todo. Se apega a detalhes. Checa. Verifica. Cutuca e analisa até ficar irritada com sua própria mania de não ficar na superfície” (Jota Del Rosso) Não é por mal que ela desaparece. Se parece que ela não se importa: isso não é, necessariamente, verdade. Em alguns casos, é. Mas normalmente o que acontece é que ela, cheia de dúvidas e anseios e mergulhada até o pescoço em tudo o que não consegue resolver, prefere erguer as sobrancelhas e mudar de assunto. Às vezes dói. Pra ela, na verdade, dói sempre. Ela não consegue ver o todo. Se apega aos detalhes. Checa. Verifica. Cutuca e analisa até ficar irritada com a sua própria mania de não ficar na superfície. Às vezes gostaria de não afundar, mas não consegue. O abismo, o buraco, o mar, a correnteza – todas essas coisas lhe são caras e atraentes e […]

Leia Mais >