Curiosidades Destaque

CRÔNICA – Mulheres também gozam

Minha amiga nunca teve um orgasmo. Nunca, mesmo. Ela tem uma vida sexual ativa, até gosta de sexo, mas não sabe o que é gozar. Me contou isso um dia desses, enquanto eu falava pra ela, na maior naturalidade do mundo, que o eletricista tinha vindo trocar o chuveiro aqui de casa e cogitou a hipótese de me deixar sem meu melhor amigo: o chuveirinho. Ela me olhou como quem não tinha entendido muito bem do que eu tava falando e eu percebi que tinha alguma coisa MUITO errada ali.

Mas, ao mesmo tempo em que eu pensava em uma forma de ajudar ela a ser mais feliz e preparava meu discurso de “Pelo amor de Deus como você sobreviveu até agora ?” me lembrei de um outro relato de quem nunca tinha conseguido gozar com homens. Ela tinha momentos maravilhosos sozinha. Ela tinha tido experiências com mulheres: sucesso. Mas, com homens, não tinha dado certo.

Eu nunca fiz sexo com mulheres. Mas já transei com alguns homens e salvo poucos que sabiam bem o que estavam fazendo. Acho que é cultural: os homens não se esforçam tanto pra descobrir onde fica o clitóris quanto as mulheres se aprimoram pra fazer um bom boquete. Parece que tanto faz, o que vier é lucro. A porcentagem de homens que conheci e que  se preocupam com isso é quase igual ao número de amigas que tenho que fingem orgasmos. É o caso da mocinha que citei lá em cima, que finge sentir uma coisa que ela nem sabe o que é. Uma vontade reprimida que ela tem, aliada ao medo de descobrir. Porque masturbação é algo errado. Porque se conhecer é coisa de puta.

Gente, eu juro, não to sendo extremista. Isso existe até hoje. Eu mesma, com todo o meu discurso de liberdade, acabo deixando pra lá se o cara virou pro lado e dormiu. Acabo me preocupando se por acaso demoro um pouco além do normal e desisto. Acontece que a gente vive numa sociedade que tem medo do sexo. Tem medo de descobrir do que mais gosta. Tem medo de falar sobre o que incomoda. Tem medo de calcular com quantos dedos e quantas línguas se faz uma mulher gozar.  Transar ainda é mais movido a hipocrisia do que a tesão por si só. A gente tem dificuldade de compreender que é pra se compartilhar, mesmo que não seja com o amor da sua vida, mesmo que seja com alguém que você acabou de conhecer, tem que ter companheirismo SIM!

Lembrei disso e enviei pra minha amiga um tutorial que achei na internet sobre melhores formas de se masturbar para mulheres (Sim, existe isso também). Junto com o link enviei um recadinho: Faça isso sozinha ou enquanto estiver transando. Se ele não gostar, faça mais. Até cansar. Até dar calo. Até o dia em que você conseguir gozar primeiro. Aí você vira pro lado. E dorme.

 

por Letícia Nery

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *