Categoria dos Arquivos: Sem categoria

Destaque Sem categoria

10 passos para economizar no mochilão

Publicado por:

Para quem quer baratear o mochilão e não sabe por onde começar, vale a pena dar uma olhada na lista que o site Wanderluster preparou e ver quais atitudes você consegue mudar no seu dia a dia da viagem.

Cozinhe – Talvez porque a maioria dos brasileiros faz viagens mais curtas que os estrangeiros (somente durante os 30 dias de férias anuais), ele se dá o luxo de comer fora todos os dias.

HI Finland/Flickr

Mesmo que a refeição seja feita em restaurantes baratos, ela pode pesar no custo total do mochilão. Considere fazer, se não as duas, apenas o jantar no hostel. Em geral o preço é de 1/3 do que se pagaria se comesse fora.

Transporte – Por mais distantes que as cidades sejam, se houver tempo disponível, faça os trechos via terrestre. Em geral, é muito mais barato.

Wanderluster

Entre trem e ônibus, o segundo sai mais barato, como é o caso do trecho entre Cusco e Puno. O ônibus normal custa 70 soles (R$ 55,74) , o turístico, 150 soles (R$ 119,45) e o trem, 754 soles (R$ 600,45).

Faça amigos – Mochileiros que você encontra pelo caminho são bons não só pelas histórias e risadas, mas também para dividir custos, seja em táxis, aluguéis de bikes ou para dividir bebidas.

Wanderluster

Carteirinha de estudante – Se você estuda não esqueça de ter sempre em mãos a carteirinha de estudante, que pode lhe gerar uma boa economia. A entrada no parque Tayrona (Colômbia), por exemplo, custa 8 mil pesos colombianos (R$ 9,60) para residentes e estudantes e 37.500 pesos (R$ 45) para reles mortais.

Julie Remizova/Flirck

Você precisa mesmo de um quarto privado? – Quartos compartidos sempre, sem exceção, são mais baratos que os privados. Considere a possibilidade. Há hostels que oferecem quartos em dormitório que possuem alguma privacidade, como cortininhas nas camas ou luzes individuais.

Prokhor Kolosov/Flickr

Couchsurfing – No limite, se a viagem é mais longa e exige maior planejamento, uma boa economia pode ser a hospedagem de graça, no sofá de desconhecidos, oCouchsurfing. No site, você consegue ver quem atualmente oferece hospedagem.

Tarsila/Flickr

Programas de milhas – Apesar de em alguns programas você ter de gastar milhares de reais para ganhar uma passagem para a ponte aérea RJ-São Paulo, no longo prazo vale a pena aderir. Quando você menos esperar vai ter milhas para viajar pra algum lugar.

Camp Emerson/Flickr

Compre passagens em sites locais – Considere comprar passagens não só em companhias locais como também em sites de pesquisa do país, como é o caso do Decolar.com, que possui filiais em diversos lugares do mundo. Uma passagem para San Andrés (Colômbia) em janeiro, por exemplo, era vendida por R$ 1.100 no Decolar brasileiro e por R$ 800 na filial colombiana, o Despegar.com, no dia 24 de abril.

Jennifer/Flickr

Programe alertas – A falta de tempo para pesquisar passagens e ficar de olho nas promoções não é desculpa. Atualmente, é possível programar alertas em sites como o Decolar.com e o Skyscanner. Quando o preço cai e chega ao valor que você estipulou, um e-mail de aviso é enviado.

Farhad Daud/Flickr

Lista de presentes – É só falar que você vai viajar, principalmente se o mochilão for para fora do país, que brota gente do rejunte do piso te pedindo lembranças. Sem ser rude, ignore todos os pedidos e faça uma lista de quem vai presentear e quanto vai gastar. Assim, não irá se empolgar nas feirinhas de artesanato por aí e deixar de fazer passeios por causa de exageros nas compras de lembranças.

Wanderluster

 

Fonte: Catraca Livre

Destaque Sem categoria

Pescador captura raro tubarão-duende e baratas marinhas gigantes

Publicado por:

Após o pescador Carl Moore acidentalmente fisgar um raro tubarão-duende na região de Flórida Keys, nos EUA, pesquisadores da Administração Nacional de Oceanos e Atmosfera (NOAA, em inglês), ficaram intrigados ao observarem uma quantidade anormal de “baratas marinhas gigantes” junto ao peixe de 5,4 m.

De acordo com o ecologista de águas profundas, Andrew Thaler, as fotos da captura do tubarão-duende mostram vários desses isópodes (com nome científico Bathynomus giganteus) no barco, o que indicaria que as criaturas e o tubarão dividiam o mesmo banquete aquático.

Thaler contou ao jornal “Business Insider” que, apesar de ser uma ocorrência bizarra, o tubarão e as “baratas” provavelmente estavam se alimentando de uma mesma carcaça de baleia no fundo do oceano, quando foram capturados junto com mais criaturas marinhas, como camarões.

O isópode, que pode ter até 40 cm de comprimento, ganhou o apelido de “barata marinha gigante” devido a semelhanças da criatura com insetos.

Fonte: G1

 

Destaque Sem categoria

Estudo revela que quem bebe cerveja atrai mais pernilongos

Publicado por:

Se você, assim como eu não consegue passear em um parque, dormir em uma noite de verão com a janela aberta por que é picado milhões de vezes por aqueles bichinho que parecem inofensivos, chamados pernilongos (ou borrachudos), nós temos a explicação, e ela é mais simples do que você pensa.

Segundo a ciência, a explicação para esse fenômeno esta ligado diretamente ao seu tipo sanguíneo e a quantidade de cervejas que você, meu caro amigo, anda bebendo! Em outras palavras, para ser mais direta, os cientistas descobriram que pessoas com sangue tipo O que bebem cerveja costumam ser os alvos preferidos de pernilongos e outros tipos de insetos que se alimentam de sangue!

Independentemente do seu tipo sanguíneo, você não esta ileso de ser picado ou de atrair esses amiguinhos. Um estudo realizado em 2002 na Toyama Medical and Pharmaceutical University, no Japão, mostrou que consumir uma simples lata de cerveja pode fazer com que uma pessoa pareça mais apetitosa para os insetos.

No entanto, o que acontece no nosso organismo para que a cerveja deixe o sangue mais adocicado de acordo com o gosto dos mosquitos continua sendo um mistério. Os pesquisadores cogitaram que a quantidade de álcool no suor de uma pessoa ou o aumento da temperatura devido à ingestão da bebida pudessem servir como explicação, mas os testes provaram que esses fatores não influenciam na escolha dos insetos.

E você deve estar se perguntando se os mosquitos ficam bêbado depois se alimentarem com o seu sangue, seria legal se a resposta fosse sim, mas infelizmente não. Os entomologistas sabem que os insetos podem ficar inebriados, mas a quantidade de álcool presente na porção de sangue consumida pelo mosquito é pequena demais para surtir efeito.

Fonte