Destaque Sem categoria

70% dos profissionais estão de saco cheio de seus empregos

Você está feliz no seu trabalho? Se a resposta for não, você faz parte de uma maioria preocupante no Brasil. O IPOM (Instituto de Pesquisa e Orientação da Mente) fez um estudo com 1340 pessoas em São Paulo e apontou que 7 entre cada 10 profissionais não estão estão satisfeitos com suas carreiras/empregos e gostariam de trocar de cargo/lugar onde trabalham.

Desse total, 68% afirmaram se sentir capazes de exercerem cargos mais valorizados ou bem remunerados, mas se sentem vítimas de chefes injustos e de um sistema empresarial que não reconhece a meritocracia.

Para completar a pesquisa, 65% das pessoas reconheceram que não gostam dos empregos que exercem, mas só continuam neles em função de questões financeiras, familiares ou por imposição da sociedade.

Ou seja, muito mais que a metade dos entrevistados estão de saco cheio de seus trabalhos.

 

O QUE FAZER QUANDO VOCÊ ESTÁ DE SACO CHEIO DO SEU EMPREGO?

“Quem não está satisfeito com o trabalho dificilmente conseguirá ir à luta para conquistar o sucesso. Para ter sucesso é preciso agir. Pessoas bem sucedidas são caracterizadas pela vontade de realizar projetos em busca da realização pessoal. Só que, para ter ânimo e disposição para isso, planejam-se muito bem e conseguem cumprir suas tarefas porque gostam do que fazem” – Myriam Durante, psicoterapeuta e presidente do IPOM

Já falamos várias vezes aqui no MHM sobre felicidade no ambiente de trabalho. Sim, dinheiro importa – e muito – mas é necessário um equilíbrio saudável entre a vida profissional e a pessoal.

Ao se acomodar em um emprego bosta com condições ruins, você abre mão da sua própria saúde mental e física. É comum profissionais que vão engolindo frustrações dia após dia até que apareça alguma doença para mostrar que algo não está bem. Seja ela uma gastrite, úlcera, queda de cabelo, depressão…

Você pode aceitar ficar em um emprego ruim enquanto tenha subir na empresa e ganhar uma promoção. Mas deve sempre estar atento as perspectivas. As vezes, você simplesmente não tem para onde ir naquela empresa.

Se não é possível mudar o ambiente, ao detectar barreiras exteriores e não conseguir superá-las, deve-se considerar tomar a iniciativa de mudar de empresa.

Eu mesmo passei por isso.  Fiquei estagnado e preso a um trabalho apenas pelo salário. Perdi cabelo, saúde e – acima de tudo – tempo. Hoje, focado em um projeto menor e mais pessoal, encontrei minha satisfação profissional e pessoal. Recomendo: Vá atrás da sua também.

 

Fonte.:BlogMHM

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *